Carregando...
Blog

Balanço de 2014

Como eu sou saudosista, gosto de deixar registrado o que se passou comigo durante o ano. Faço isso sempre. Bora registrar!
  • O Estado me convocou. Assumi e consegui um horário legalzinho pra quem tá começando. 
  • Pedi exoneração da Prefeitura. Apesar da grana boa e da estabilidade do emprego, era longe demais. Eu ficaria muito tempo longe dos pimpolhos. Fora de cogitação.
  • Saí do meu emprego privado. Foram nove anos. Aproveitei, aprendi e ensinei, mas chegou um momento em que eu não era mais feliz lá. Quando acaba o amor, a gente se retira. 
  • Não consegui concluir o Mestrado na UFF. Ficou pela metade. Quem sabe em outra vida…
  • Criei uma loja, que atualmente é meu xodó. 
  • Aprendi que consigo sobreviver à falta de noites bem dormidas. Não dormi por mais de 3 horas seguidas uma noite sequer esse ano. 
  • Levamos Artur pela primeira vez à praia em Búzios. 
  • Viajamos de carro com um bebê de 4 meses. 6 horas de viagem! E foi tranquilão.
  • Foi bastante difícil dar conta de 2 filhos. Acho que foi o maior desafio do ano. 
  • Caio tá entrando naquela fase de pré-adolescência. É lindo de ver meu menino crescendo. Lindos e assustador. Dá um medinho… 
  • Teve a festinha de 1 ano de Artur. Foi muito bom ver gente querida presente comemorando com a gente. 
  • Não tive ânimo pra sair muito. Estava cansada, com um sono crônico e muita falta de vontade mesmo. Nem sair pra almoçar aos finais de semana – que eu amo! – eu quis muito. Vejam só, preferir cozinhar a sair… Foi brabo! Preciso melhorar isso. 
  • Minha mãe foi crucial nesse meu ano. Sem ela, eu certamente não teria dado conta. Ela me ajuda a criar meus filhos de uma forma tão amorosa que não há palavras pra descrever. E é recíproco. Caio e Artur são apaixonados por ela. Quando ela não vem, Caio liga e pede pra ela vir. É muito amor. 
Enfim, não foi um ano completamente bom nem ruim. Foi como o ano de qualquer outra pessoa: cheio de altos e baixos, com coisas boas acontecendo e com muito perrengue também. Pra 2015, não quero desejar nada. Que as coisas aconteçam como têm que acontecer. Não vou fazer planos, não vou criar expectativas. Tá, mentira. Confesso… Eu tenho uma GRANDE expectativa: dormir uma noite inteira em 2015. Uma noite só. De 365 dias, só quero uma noite. É pedir muito, 2015? 😀
Um feliz 2015 pra todos!

Comentários

comments

Leave a Reply

Favoritos da Dany
%d bloggers like this: