Carregando...
Blog

Nossas crianças

Hoje eu estava na loja Caçula no centro de Niterói procurando por uma caixinha organizadora. Quando de repente ouço alguém falando alto. Normal até aí. As pessoas gritam mesmo. Era uma mulher jovem falando com um garotinho que devia ter uns 3 aninhos. Ela falava coisas do tipo: “Você não pára quieto! Por isso que sua mãe não quer saber de você.” O garotinho chorava e chamava pela mãe. Só Deus sabe onde essa mãe estava. E aquela pessoa sem coração continuava: “Sua mãe não quer nem saber se você está vivo ou morto!”.
Pior: a mulher sorria para as pessoas que estavam em volta como se fosse muito bonito fazer o que ela estava fazendo. Ela não bateu nele, não sacudiu o menino, não o machucou fisicamente. No entanto, criança sabe muito bem quando está sendo agredida. A criança reconhece o tom da voz, observa as expressões, os gestos… Enfim, aquele menino estava ali sem a mãe, sendo agredido verbalmente por uma louca e chorando. Cortou meu coração. Infelizmente amanhã ele fará as mesmas coisas com os coleguinhas na escola,  com a própria mãe, com a futura namorada, etc.

“As palavras são pistolas carregadas.”
Jean-Paul Sartre
Esse vídeo é chocante, mas é isso mesmo que acontece:

Comentários

comments

12 comments
  1. Confeiteira Sonhadora

    Acho a agressão verbal pior do que a agressão fisica. A Agressão física é visivel… a agressão psicologica é invisivel e essa criança pode carregar isso pro resto da vida, mesmo sem saber. Temos que tomar muito cuidado com crianças sabem… A mente delas guarda coisa que a gente nem imagina e a forma como ela vai expressar isso também determina muito da sua personalidade. No futuro, essa criança pode não se lembrar desse episódio, mas trará na lembrança um sentimento de rejeição. Uma criança que a mãe "não quer saber" sente-se mesmo rejeitada e esse complexo de rejeição gera em você um trauma, um escudo de defesa…ele pode se tornar um garoto tímido e introvertido, pode ser tornar um rebelde agressivo…são tantas as formas de expressar a rejeição… pode até se tornar um assassino e por uma coisa dessas….
    Vergonha de ainda existir gente que faz isso no mundo. Uma pessoa despreparada para lidar com mentes jovens e ainda não moldadas.
    ELA É UMA CRIMINOSA!!!
    Realmente é revoltante uma coisa dessas.

  2. Izabelle Costa

    Dói, viu?
    A pessoa aqui já viu cena parecida e se meteu…
    Não consigo assistir essas pessoas loucas acabando com a vida dos outros.
    A coitadinha da criança é indefesa. ô pessoa covarde!

  3. Ge Rocha

    Dany, tbm fico muito revoltada qdo vejo situações assim, dá vontade puxar pelas orelhas e ter uma conversinha… mas acho que essa criança pode ser melhor qdo crescer sim, diferente dessa mulher que o insultava, digo isso pq tive muitos maus exemplos na minha infância, mas cresci com consciência de bom carácter, então temos duas escolhas, ser igual a esses adultos desinstruídos ou ser o oposto deles, eu torço, e tenho certeza que vc tbm, para que se tornem alguém melhor do que esperam dele.

  4. Karine

    Que história triste, Dany! E que peninha dessa criança… ela não precisa de violência física, de uns tapas… só as palavras dessa pessoa já lhe fizeram danos. Que triste! A avó da minha sobrinha fez o mesmo com Joanna (minha fofolete!). Sua avó paterna disse-lhe que não gostava da mãe dela (minha irmã) e ela saiu chorando, questionando-se como alguém pode não gostar da mãe dela que é tão legal? Minha irmã fez todo um trabalho com Joanna. Tem gente ruim e perversa pra tudo nesse mundo, menina.

  5. Achou eu Dany que a violência psicológica é pior e machuca masi que a violência fisica.Essa criança vai ficar traumatizada com tantos mal tratos.Essa senhora fez pq não é filho dela.Atualizei o blog.Bjus

  6. Paloma, a mãe

    Violência psicológica também é uma forma grave de agressão. E, com 3 anos, o menino já capta muito além do tom de voz. Mesmo que seja verdade, é muito cruel dizer para a criança que a mãe não quer saber dele. Tristeza.

  7. Fernanda de Oliveira

    Oi Dany, eu tava com saudades de vir aqui com mais tempo pra ficar saboreando seus posts e hoje vim fazer uma super visitinha.

    Essa rifa está consumindo meu tempo, mas tá valendo a pena, pois acho que hoje mesmo a Dri volta pra net e pra vida "real", pois nem consigo mais imaginar como é viver sem internet e sem nossos blogs rsrsrsrrs.

    Fiquei emocionada com o post de hoje só de imaginar essa criança, tadinho, imagina o que tava sentindo por dentro… ai Dany, não aguento essas coisas sabe, corta meu coração… dá vontade de bater numa louca dessas né.

    Beijo bem grande e tenha um lindo dia =)

Leave a Reply

Favoritos da Dany
%d bloggers like this: